30 de julho de 2017

História

O núcleo de povoação que deu origem ao município, criado por Antônio Cunha e seus irmãos, cresceu com a chegada de outros moradores, formando-se o povoado denominado Patrimônio do Cunha.

O Patrimônio do Cunha passou a distrito pela lei estadual nº 556 de 30 de agosto de 1911, com o nome de Tarumirim (pertencendo ao município de Carantinga) e foi instalado em 8 de junho de 1912, com as seguintes divisas: “Partindo da barra do Córrego Vai e Volta com o Rio Caratinga e por este acima até a barra do Córrego Ponte Alta, na sesmaria de Antônio Pedro da Silveira; por este acima até os espigões em linha reta em direção ao poente, compreendendo as águas vertentes do Ribeirão Santo Estêvão até a confluência com o Ribeirão do Bugre, e daí, Santo Estêvão abaixo até a barra com o Rio Doce pelo lado direito, do Santo Estêvão pelo Rio Doce abaixo até a barra do Ribeirão Trahíras e por este acima compreendendo todas as vertentes até o alto da serra que divide as águas do Queiroga e Jatahy, sempre por vertentes, até a barra do Vai e Volta com o Caratinga”.

Em 1938, emancipa-se o Município de Tarumirim. O aniversário da cidade é comemorado no dia 31 de Janeiro.

O município tem os seguintes povoados e distritos: Beija Flor, Taruaçu de Minas, Cafémirim, Vai Volta, Bananal de Baixo, Bananal de Cima, São Vicente do Rio Doce, Pega Bem e Santa Rita.

 

Veja mais no site da Prefeitura de Tarumirim.